Buscar
  • coletivopisa

Pátio do Colégio: destruições e reconstruções da presença religiosa no centro de São Paulo


O Pátio do Colégio é considerado o local de nascimento de São Paulo. No entanto, desde a fundação da cidade até os dias atuais, esse território passou por inúmeros processos de mudança e foi palco de variadas disputas. Tensões protagonizadas por diversos agentes de poder, entre eles o público, representado pelo Estado, e o religioso, representado pela Igreja Católica, pela Ordem Jesuítica e pela Companhia de Jesus, são expostas e discutidas no roteiro, bem como suas implicações materiais, como demolições e construções de conjuntos arquitetônicos religiosos e laicos.


O percurso abarca todas essas questões, percorrendo os principais acontecimentos dessa trajetória e identificando no espaço as múltiplas camadas históricas existentes e sobrepostas. Entre outros pontos, são considerados no roteiro o nascimento da cidade; as construções de três igrejas jesuíticas; o processo de decadência e demolição da igreja na Primeira República; e o progressivo processo de retomada a partir da década de 1930, culminando na devolução do terreno aos jesuítas e na posterior reconstrução do conjunto no contexto das comemorações do IV Centenário da Cidade, em 1954.


por João Carlos Kuhn

44 visualizações
  • Facebook B&W
  • Instagram B&W
  • Twitter B&W

© 2018 por Giovanna Fluminhan e Stephanie Guerra. Coletivo PISA.